Splitsider

 

On The 10 Most Ridiculous Portuguese Translations of Judd Apatow Movie Titles

@Filipa Cool@twitter Hum. Filipa, as comédias do Judd Apatow SÃO inteligentes. Têm palavrões, têm "manchildren", mas, por exemplo, o Funny People, com o Adam Sandler, nem sequer é bem uma comédia; é um drama com alguma comédia, reminiscente das melhores coisas do grande James L.Brooks. De vez em quando têm disparate e absurdo - mas bem feito como há muito não se via. Anchorman é delirante e imaginativo; e quanto a Russell Brand, vê um stand-up dele e perceberás que é um razoavelmente erudito Shakespeare da comédia, saboreando as palavras como nenhum humorista fazia desde os jogos de palavras do sublime Stephen Fry. Mas a grandiosidade do Apatow está na maravilhosa série televisiva Freaks and Geeks, que foi onde eu tomei conhecimento do talento gigante do homem. Nessa e no The Larry Sanders Show, com o Garry Shandling, que não é à toa que é considerada a sitcom americana que empata com o Seinfeld no 1º lugar do top das melhores sitcoms dos 90s. Judd Apatow refrescou e muito a comédia americana. E escreve diálogos bem que se farta. Arrisca é que haja quem o ataque com base apenas nos títulos. Conheço muito boa gente que sei que iria adorar Virgem aos 40 Anos e que se recusa a ver porque o filme se chama assim. A isso chama-se parvoíce - maior do que o momento mais parvo que eventualmente se encontre numa fita produzida pelo Apatow. (Já agora o Virgem aos 40 Anos está numa respeitosa lista seleccionada pelo American Film Institute. Eles não faziam isto à Academia de Polícia...)

Posted on May 23, 2011 at 6:26 pm 0